E-zine - Punk / Hardcore / Rock / Metal

Entrevista com Danilo, Easy Way de Portugal

10 de março de 2007 | Publicado por: Fabio Martiniano

Tags: , , , , , , , ,

easyway_logo

Confira uma entrevista exclusiva Danilo, baterista do Easy Way! Hardcore atravessando o Oceano desde Portugal! Por Thiago Montgomer (Thiagones)!

.: Integrantes

Tiago Afonso – Vocal/Guitarra

Miguel S. Marques – Guitarra

Miguel P. Marques – Baixo

Danilo Warick – Bateria

.: Localidade

Portugal

Thiagones: Quanto tempo de banda? Você toca no Easyway há quanto tempo?

Danilo: A banda começou em meados de 2000, eu entrei em meados de 2001

Thiagones: Quais as influências do “easy” desde o começo da banda e atualmente, o que vocês têm ouvido?

Danilo: Cada um de nós tem influências bem diferentes, mas sempre dentro do Rock. O baixista Miguel sempre foi o que ouviu mais Hardcore e PunkRock (oldschool). O vocalista Tiago sempre seguiu mais o Grunge americano, mas a maior influência dele é “Silverchair”. O guitarrista Miguel sempre seguiu o lado mais Rock (Cru), “Guns n’ Roses” etc. Eu sempre tive uma influencia mais “metaleira”, “Metallica”,”Rush”,”Dream Theater”, “Pantera”,etc. Por isso acho difícil dizer qual é a influencia dos “Easyway”. E é até engraçado, pois fazemos um som que não costumamos ouvir em casa… eheheheheh, atualmente…eu tenho tentado ouvir novas bandas do estilo de “Easyway” pra acompanhar a evolução do estilo, penso que todos do “Easyway” gostam do “A.F.I”, “Story of The Year”, “Fall Out Boy”,etc.

Thiagones: Como que é a cena “hardcore” em Portugal? Têm muitas bandas, lugares de shows, rola a moda EMOcore por ai também??

Danilo: Rola muita separação de estilos, tem o grupo dos “hardcore” que é uma musica mais “Madball”, “Biohazard” etc, o grupo dos punks que é uma música mais crua sem melodias ou solos de guitarra “Sex Pistols”, “The Clash”, aí rola sim o “emocore”, que é onde nos costumam encaixar, mas posso dizer tranquilamente que rola uma certa rivalidade entre esses estilos, coisa que eu acho que só prejudica o nosso meio musical. De 2000 pra cá subiu muito o número de bandas em Portugal e muitas delas têm muita qualidade (“No One Yet”, “One Hundred Steps”, “Hills have Eyes”, “Triplet”, “More Than A Thousand”, etc) pena é que os lugares de shows em Portugal não são muitos, dá pra contar nos dedos de uma mão, só as casas de shows para o nosso estilo de musica…

Thiagones: E ainda sobre essa “separação” que rola por aí, vocês já sofreram algum tipo de preconceito. Tipo, em algum show mais variado, alguém tirar satisfação ou alguma coisa assim?

Danilo: Em festivais Punk/Hardcore não nunca, quando eu digo preconceito me refiro ao publico, hehe. Na verdade as bandas, pelo menos na Europa, estão pouco se fodendo pra esse preconceito, somos todos amigos e procuramos sempre um bom relacionamento, sinto que o publico é que provoca esse preconceito idiota… Mas agora lembrando, sim, já tivemos um problema uma vez com uma banda de heavy metal num festival. haha Eles montaram o material deles no palco, pois chegaram 1º… Depois nós tínhamos que montar o nosso material na frente do deles (inclusive a bateria) porque eles tocavam Heavy Metal, e nós Punk… hahaha, mas isso não foi ordem da organização, e sim deles próprios músicos da banda d heavy

Thiagones: O “Easy” já tocou com algumas bandas gringas né, Queria saber com que banda gostaram mais de tocar, qual a mais estrela, chata, a mais bacana, essas coisas…

Danilo: Putz, não vou dizer que alguma era estrela ou chata, não sabemos como a cabeça deles estão no meio de uma tour cheio de shows e confusão. Por isso não dá pra julgar se são estrelas ou chatas…eheheh…posso dizer que o “LagWagon” , principalmente o vocalista Joey Cape foi um puta cara bacana conosco, a banda inteira “Toy Dolls” já estão velhos e mesmo assim continuam com um puta espírito jovem, mas o que ficou na memória de todos nós foi mesmo o Show com o “OffSpring” no Coliseu de Lisboa que tava muito cheio!!

Thiagones: Na Europa com a maioria dos países são pequenos, imagino que seja mais fácil uma tour “internacional” vamos dizer assim. Como que rola isso pra vocês, é comum tocar em outros países, qual já tocaram e como foi?

Danilo: É, as bandas na Europa saem muito dos seus paises pra tocar em tour, têm alguma agências de shows espalhadas pela Europa que pega as bandas e marcam shows também, sem falar que lá não temos a concorrência do pagode e do funk…ahahaha. O que quer dizer que o circuito Hardcore/punk europeu de shows é muito legal e com boa aderência de publico, já fizemos tour pela Espanha, França, Bélgica, Holanda, Alemanha e Suíça.

Thiagones: Queria saber a discografia do Easyway, quais os lançamentos da banda ate hoje, em quais países?

Danilo: Em 2001 lançamos uma demo “Choose the Easyway”, em 2003 um Split com o “It Feels Good” que saiu pela Onelife Recordings do Brasil, em 2004 o 1º CD oficial “Forever in a Day” que saiu em Portugal, Brasil, Espanha, Bélgica, Holanda, Alemanha, Dinamarca, França e Japão, em 2006 o 2º CD oficial “Can You Keep a Secret” saiu em Portugal, Japão, Holanda, Bélgica e Espanha, outros paises estão sendo negociados neste momento e ate o fim de 2007 já teremos novidades…hehe

Thiagones: Como rolou o contato com a “ONE LIFE RECORDINGS” pro split com o “It Feels Good”?E o que acharam do split, e da outra banda (It Feels Good) etc?

Danilo: hehehehe… Acho melhor nem manter essa pergunta hehehehe…. Eles nos contataram por e-mail, nós aceitamos tudo da maneira a que nos foi proposto sem exigências nenhuma da nossa parte. Sinceramente só ouvi o “It Feels Good” uma vez e foi pela internet antes de rolar o split.

Thiagones: Depois Lançaram o “Forever In a Day” no Brasil Pela Highlight como foi a aceitação da galera? Porque não rolaram shows no Brasil ate hoje?

Danilo: Essa é uma boa pergunta pra ser feita ao dono da Highlight, o Cezar. O pouco que sabemos é o que nos escrevem por e-mail ou myspace.com/easyway, acho que sem os CDS estarem nas lojas e sem haver uma divulgação legal da banda,não vale a pena atravessar o oceano pra ir tocar ai. Iríamos tocar para 10 ou 20 pessoas, haha, metade delas meus amigos… hahahaha

Thiagones: Vocês conhecem algo da cena brasileira? Do que gostam, que bandas?

Danilo: Sinceramente acho que nenhum de nós conhece as bandas brasileiras underground, só mesmo o “Cpm22”, ”Charlie Brown” e um pouco do “Dead Fish” é que apareceu por aqui, alguns conhecem “Garotos Podres” hehe, mas claro “Ratos de Porão” todos conhecem. É uma pena não haver mais intercâmbio entre Brasil e Europa nesse nosso meio.

Thiagones: Porque a escolha do Inglês como idioma para as letras? Sei que tem algumas em português, mas a grande maioria é em inglês mesmo né?

Danilo: As que são em português são 2 ou 3, e foram só experiências que fizemos ou participações em tributos de bandas portuguesas. A escolha do inglês é pela facilidade que depois temos de tocar em outros países e pelas nossas próprias influências musicais serem todas de bandas que cantam em inglês.

Thiagones: Ano passado lançaram o “Can You Keep A Secret”, queria que você falasse um pouco do CD mais recente, das diferenças desse novo pro 1° “Forever In A Day” e como foi assinar com uma gravadora Major?

Danilo: O que marca mais nesse novo “Can you Keep a Secret” é a sonoridade “menos” punk e “mais” rock talvez. Isso não quer dizer que o CD está mais comercial ou menos pesado, acho que houve uma preocupação maior na qualidade da composição do instrumental, não nos preocupamos em fazer um CD de uma determinada maneira, simplesmente fizemos aquilo que nos deu vontade… No “Forever In A Day” não houve um trabalho conjunto na composição, foram 11 músicas que foram criadas ao longo de dois anos e com uma certa preocupação em ser Punk Rock. Nesse “Can You Keep A Secret” todos deram palpites e todas as músicas foram compostas do inicio ao fim pelos 4 elementos da banda.A Zona Musica (gravadora) em Portugal fez e está fazendo um excelente trabalho conosco, muitas entrevistas em todos os meios possíveis de comunicação e boa distribuição dos CD’s nas lojas. A gravadora colocou uma musica “October 9th” numa novela “Teenager” por aqui o que mudou muita coisa pro “Easyway” como banda e como nome.

Thiagones: E pra terminar, Quais os planos futuros da banda hehe? mais shows, , CDS, vir ao Brasil quem sabe ? hehe

Danilo: os planos futuros são terminar as negociações desse 2º CD com as gravadoras do resto do mundo (inclusive Brasil! Mandem propostas…eheheheh) ate o fim de 2007 e ao mesmo tempo fazer o maximo de shows e tours para que em 2008 já possamos compor e gravar o 3º CD…

Confira o video de “Hush Baby”:



Comentários sem login do Facebook

Facebook

Twitter

Instagram

Instagram

Besouros.net 2002 - 2015 | Contato: besouros@besouros.net