E-zine - Punk / Hardcore / Rock / Metal

Resenha e fotos: Real Friends e Never Too Late em São Paulo

27 de fevereiro de 2019 | Publicado por: Fabio Martiniano

Tags: ,

Resenha por Guilherme Góes e fotos por Dayane Mello.

Os foliões do bloco carnavalesco Vila Mariana precisaram dividir espaço na Rua Vergueiro com o público alternativo que aguardava ansiosamente a apresentação da banda estadunidense Real Friends. Após o show no Rio de Janeiro, o grupo trouxe no último sábado (23/02/2019) a sua elogiada turnê Composure à capital paulista, apresentando o espetáculo pop punk na Jai Club – espaço conhecido por sediar shows de pequeno porte da Solid music entertainment.

O Real friends é uma banda original de Tinker Park, Illinois. Formado no ano de 2010, o grupo conta com dois excelentes álbuns de sonoridade pop punk e está consolidado entre os principais nomes atuais do estilo. O último álbum, Composure (2018), apresenta uma estética voltada ao pop comercial e possui letras abordando diversos problemas emocionais. O recente trabalho gerou críticas mistas, desagradado alguns antigos fãs “hardcore”, mas sendo bem recebido pela crítica especialidade devido à ótima elaboração das composições.

Para a alegria dos comerciantes ambulantes e donos de bares locais, por voltas das 16h, os fãs da banda já estavam posicionados em frente à casa de shows, compartilhando cervejas e outras bebidas nos expositores e mesas improvisadas com os foliões que assistiam ao ensaio do Bloco Vila Mariana. Após o meet e greet com os integrantes para uma parcela selecionada da audiência, a organização abriu as portas do espaço para o público geral às 18h.

Após uma tradicional discotecagem interna com clássicos do pop punk, o Never Too Late deu início ao evento pontualmente às 19h. O grupo começou o show com a música “Walls”, seguindo com “Lack The hero” e “Take the risk”. Já com a casa lotada, a banda liderada pelo “descamisado” vocalista Gustavo Kalili segurou o público com ânimo, focando em músicas do trabalho “No Return” (2016) como “Opposite Ways”,”Maze” (que teve a participação de Bruno Peras, vocalista da Dinamite Club) e “Never Tell”. O setlist também contou com a inédita “May the force” e um cover da música “Hope” (Modern Baseball). Próximo ao término da apresentação, o guitarrista Rodrigo Nahoum narrou uma história engraçada da vida em turnê (relatando um episódio na qual os integrantes conheceram o polêmico vocalista Roger Moreira, líder do grupo Ultrajer a Rigor) e a coincidência de dividir o palco com Real Friends, já que o próprio Never too late apresentou um cover da banda durante um show com o Four Years strong em 2017, que também foi sediado na Jai Club. Após agradecer o convite da Solid music, o quarteto encerrou o set emendando as canções “Worst case” e “Double Trouble”.


Seguindo com uma discotecagem que variou entre os álbuns “Greatest Hits” e “California” da banda Blink 182, os integrantes do Real Friends subiram ao palco da Jai Club às 20hrs. Após uma interação com a enorme recepção dos fãs gritando “Olê, Olê, Olê, Real friends” e uma tentativa do vocalista Dan Lambton pronunciar o nome do grupo em português (mencionado algo como “Amigos de verdade, esse é o nome da nossa banda na língua de vocês, certo?”), o quinteto deu o pontapé inicial com a música “Me first”, seguindo com “Get by”.

Em sequência, o grupo apresentou a música “I don’t Love you anymore”, levando o público a loucura, com os fãs se espremendo na frente do palco para cantar o emblemático refrão junto com os integrantes. Variando entre as musicas “Skin Deep”, “Skeleton” e Floorboards, o vocalista Dan Lambton interagiu muito com o público, solicitando stage dives e circle pits na pista.

Após a sequência com as músicas “Unconditional love”, “Composure” e “Late Nights in my car”, o vocalista Dan agradeceu a recepção do público brasileiro, narrou sobre o caso de ser sido roubado e de ter seu celular recuperado posteriormente por um fã na capital carioca e sobre a incrível experiência de experimentar em primeira mão a cultura da América do Sul, afirmando que embora seja filho de mãe Colombiana, nunca teve a oportunidade de viver uma sensação tão intensa e real com o povo latino. Os demais integrantes também fizeram intensos elogios ao Prime Dog – Restaurante fast food localizado nas proximidades do bairro Ana Rosa.

Seguindo com a parte final do show, a banda apresentou as músicas “I’ve grown up”, “Summer”, Loose End” e encerrou com uma sequência de dois de seus principais hits – “Mess” e “From the Outside” (durante a última música, o vocalista Dan foi eletrocutado pelo microfone, largando o palco com a banda ainda em execução e atirando-se ao público em um stage dive).

Com exceção da superlotação na casa (devido à enorme procura, o evento poderia ter sido realizado em uma casa maior como a Fabrique Club) e os problemas técnicos que ocorreram no palco, a gig superou expectativas. A banda Never too late foi uma escolha certeira para a abertura, realizando um show em sintonia com a atração principal. Já o Real Friends apresentou uma performance matadora, com o público ansioso reagindo de maneira insana durante toda a apresentação.

Confira as fotos de Dayane Mello:



Comentários sem login do Facebook

Facebook

Twitter

Instagram

Instagram

Besouros.net 2002 - 2015 | Contato: besouros@besouros.net