Anti-Flag responde sobre acusação de inspirarem o Atirador do Arizona

Semana passada Jared Loughner abriu fogo em um evento político no Arizona (EUA). Seis pessoas morreram e quatorze ficaram feridas, a intenção seria matar uma congressista. Após a imprensa tentar achar um motivo inspirador, chegaram a um amigo de Jared que disse que a inspiração seriam as músicas do Anti-Flag, ou assim a imprensa entendeu. Assim como Marlin Manson foi difamado em 1998 com o massacre de Columbine, encontraram no Anti-Flag um culpado. O vocalista Justin Sane (quarto da foto) respondeu a essas acusações, ele disse:

“(Os comentários sobre o Anti-Flag) levaram a algumas discussões na mídia sobre Anti-Flag e o que o Anti-Flag representa. Por mais de uma década o Anti-Flag endossou a não-violenta, mudança progressiva e tem pregado a paz, igualdade, justiça e saúde (incluindo saúde mental) para todos os povos da América e do mundo.

O Anti-Flag incondicionalmente condena as ações do Sr. Loughner, que são hediondos, e damos nossas sinceras condolências e votos para todas as pessoas afetadas pelo ato insensato. Nossa mensagem é e sempre foi muito clara, a violência sob qualquer forma é inaceitável.”

Entrevista completa em inglês clicando aqui.

O Anti-Flag vem ao Brasil em março, saiba mais aqui.

Vai comprar algo na Amazon? Ajude o site usando nosso link: Amazon.com
Obrigado :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *