Batera do Slipknot ajuda Metallica

História publicada no site Rockwave.com.br:
Tem um tipo de show que incontestavelmente entra pra história. É aquele em que um dos integrantes da banda some/desaparece/adoece e o resto tem que fazer das tripas, coração e, do coração, tirar um show de rock’n’roll. Foi isso que rolou com o Metallica, neste fim de semana, quando o baterista, Lars Ulrich, teve que ser internado às pressas, por mal súbito e não pode tocar justamente na noite em que a banda seria a atração principal do Download Festival, na Inglaterra. A notícia de que Lars não poderia tocar, mobilizou todo mundo e a banda promoveu uns testes rápidos nos bastidores pra ver se dava pra tocar e, se desse, o que deveria tocar. Assim, o Metallica subiu ao palco com um atraso considerável e as vaias já começavam a tomar vulto. Com a entrada da banda, James Hetfield pediu a palavra e contou o que estava rolando e avisou que, com a ajuda de alguns amigos, iam levar o show adiante e fazer história. O primeiro a empunhar as baquetas do Metallica foi Dave Lombardo, do Slayer, que tocou em “Battery” e, depois veio Joey Jordison, batera do Slipkot, que tocou “From Whom The Bell Tolls”. Foi aí que tudo mudou de figura. Ao contrário de Lombardo, que fez o possível para se manter fiel ao que Lars toca, Joey, que tocava caracterizado, com máscara e tudo, começou a colocar – aos poucos – o seu próprio modo de tocar nas músicas, o que agradou o guitarrista Kirk Hammet, em cheio. Jpoey permaneceu no palco nas versões para “Creeping Death” e “Seek And Destroy”. Então, o técnico da bateria, Flemming Larsen, tocou com os caras em uma versão meio desastrada para “Fade To Black” e, numa rápida conferência no palco, o Metallica decidiu: o batera no Slipkot seria o batera do Metallica pelo resto da noite. Assim, dançaram os planos de trazer Lombardo de volta para mais algumas músicas e também o de botar na roda o batera do Life Of Agony, Sal Abruscato. Daí para frente, Jordison foi o herói da noite. Um herói tímido que, completamente abalado depois do que rolou, correu emocionado para os colegas de Slipknot, engasgando ao tentar contar o que tinha feito. O site oficial do Metallica, MetOnTour.com, postou o seguinte comunicado oficial: “Sim, os rumores são verdadeiros. Lars não esteve presente no Download Festival. Joey Jordison, do Slipknot, e Dave Lombardo, do Slayer assumiram as baquetas e nos ajudaram. Mais informações e detalhes virão a seguir”. De acordo com as pessoas que foram ao show, o Metallica tocou onze músicas.

Vai comprar algo na Amazon? Ajude o site usando nosso link: Amazon.com
Obrigado :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *