Bono, do U2, fala do Brasil em seu jornal

Como você leu aqui, nesta última terça, o Bono, vocal do U2, mudou de emprego por um dia e virou editor do jornal britânico The Independent.
A maioria do editorial tratava sobre a África, inclusive a capa, que traz uma ilustração feita pelo artista plástico inglês Damien Hirst com a seguinte manchete: “Sem notícia por hoje”, acompanhada de uma frase em letras miúdas: “Apenas 6.500 africanos morreram hoje devido a uma doença que pode ser prevenida e tratada (HIV-Aids)”.
Mas o curioso é que o Bono aproveitou o acontecimento bizarro que rolou nesta segunda em São Paulo e reservou uma parte do “seu” jornal para o presidente Lula. O nosso presidente foi bastante elogiado no editorial, e um texto chamado Um desafio para o sr. Lula diz que em alguns casos, como reformas econômicas, o presidente do Brasil está atuando sabiamente. Por outro lado, “se os eventos em São Paulo forem um anúncio do que está por vir, talvez seja motivo para diminuir o otimismo”, escreveu Bono. Mas apesar disso, o vocal do U2 considera que Lula estava certo quando atribuiu a violência à desigualdade social no Brasil e à falta de investimento na educação, e considera o Brasil o país mais promissor entre os que estão em desenvolvimento (os outros são China, Rússia e Índia).
No “seu” jornal, Bono também colocou em destaque uma entrevista que ele mesmo fez com o primeiro-ministro britânico Tony Blair, e o ministro das Finanças do país, Gordon Brown.
The Edge, guitarrista do U2, também não podia ficar de fora do editorial de Bono e deu uma entrevista sobre a situação dos músicos em New Orleans, que tiveram muitos prejuízos por causa do furacão Katrina.
Falando em música, o jornal trouxe uma lista com as dez melhores de todos os tempos feita por Condollezza Rice, que é secretária de Estado dos EUA. Além de música clássica, Condollezza botou na lista o Cream com “Sunshine of Your Love” em segundo lugar, e, claro, o U2. Ela disse que adora qualquer som da banda, mas deixou os caras em sétimo lugar…
E até os anúncios publicitários tiveram um toque especial: Bono não podia deixar passar a chance de divulgar os produtos do RED e de outras organizações não-governamentais. Quem é fã do U2 deve fazer de tudo pra ter esse jornal histórico.
(89fm)

Vai comprar algo na Amazon? Ajude o site usando nosso link: Amazon.com
Obrigado :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *